Estrogênio não é melhor que lubrificantes vaginais para os sintomas vaginais pós-menopáusicos

Área Temática

Questão Clínica

Nas mulheres com sintomas vaginais pós-menopáusicos, o tratamento local com estrogênios é melhor que os lubrificantes ou placebo?

Resposta Baseada em Evidência

O estradiol vaginal não é melhor que os lubrificantes vaginais ou placebo no tratamento de mulheres com dispareunia, secura vaginal ou outros sintomas associados à menopausa (Nível de evidência 1b).

Alertas

Queixas de dispareunia e secura vaginal são frequentes causas de consultas em APS. Conhecer os melhores tratamentos disponíveis é essencial para acessar essa população.

Contexto

Foi conduzido um ensaio clínico randomizado duplo-cego em 302 mulheres em atendimento ambulatorial, com sintomas vulvovaginais moderados a graves. Comprimidos com 10µg de estradiol mais gel de placebo, e hidratante vaginal mais comprimidos placebos não foram mais eficazes do que duplo placebo (gel e comprimidos) na redução da severidade dos sintomas ou melhora da função sexual.

Comentários sobre a aplicabilidade do estudo para APS no contexto do SUS, sob o ponto de vista clínico, de gestão da saúde e para o público em geral

A tomada de decisão compartilhada para o tratamento de sintomas vulvovaginais pós-menopausa pode ser baseada no custo e preferência de formulação do paciente. Comprimidos vaginais de estradiol parecem não trazer benefícios além do gel vaginal ou hidratante. A extrapolação destes resultados deve ser feita com cautela, levando em conta que a maioria das mulheres tinham, em média, 61 anos (DP=4), eram brancas (88%), com ensino médio completo (66%).

Referências bibliográficas

Mitchell CM, Reed SD, Diem S, et al. Efficacy of vaginal estradiol or vaginal moisturizer vs placebo for treating postmenopausal vulvovaginal symptoms. A randomized clinical trial. JAMA Intern Med 2018;178(5):681-690. Disponível em: https://jamanetwork.com/journals/jamainternalmedicine/fullarticle/2674257